Carregando

As Doze Portas da Nova Jerusalém – Breve Conto


Que fazer, dizer a verdade ou apenas parte dela. Decisão difícil, porém deixarei para que os que me lêem decidam por si mesmos.

Encontrei-me em meus sonhos com Ele. Disse-me ser o Alfa de Touro. Explicou-me coisas. Disse-me meu Nome. Ao comentar que não resistiria a escrever sobre o que aprendi, falei-lhe do medo do passado, porém com um sorriso afirmou: ¨Já não aprendeu que é possível mudar o passado? Deixa a vida fluir. Segue o teu caminho. Escreva se quiseres. Silencia-te se o desejares. A decisão é sempre nossa¨.

O Apocalipse visto por tantos como o grande e sangrento final, e até que poderá sê-lo, mas é antes de tudo a descrição da trajetória que conduzirá à vitória, na batalha individual que travamos para sermos Deus conscientes de que somos Deus, disse-me Ele.

A afirmação feita de forma simples, banal, passou-me desapercebida por algum tempo, ou melhor, por muito tempo, até que um dia resolvi questionar ou talvez algo mais me tenha sido dado psiquicamente.

Disse-lhe, fala-me então sobre o Apocalipse, ao que me respondeu que iria apenas levantar alguns véus, os mais importantes em sua opinião e que eu poderia interrompê-lo e questioná-lo, e assim começou:

- A: O Apocalipse nos Cap. 21 e 22, fala do novo nível de consciência que há de vir ao homem que se salvará, e ante meu espanto, continuou, sim, é o homem que se salva utilizando a energia Crística da qual Jesus é o portal para o planeta. Jesus veio no início da Era de Peixes, demonstrou todas as possibilidades de uso da energia e sabedoria cósmica e abriu novamente o portal para o planeta, que salvo um absurdo comportamento humano não tem data para ser fechado.
- José: A você que lê, meu nome cristão é José. Portal, não entendi, como assim, o planeta precisa disso?
- A: A Nova Jerusalém tem doze portas. O homem tem doze portais por onde pode receber a energia Crística.
- Quando um planeta está preparado o portal cósmico se abre, um Salvador é enviado ao mesmo pela Hierarquia Celestial, com a missão de demonstrar a energia e ao mesmo tempo servir de canal para que a mesma adentre ao planeta.
- Uma vez a energia circulando pelo planeta, cabe a cada ser consciente do mesmo, que se alçou ao nível da consciência humana, utilizá-la para despertar seus centros de energia, seus portais psíquicos, para então receber a energia Crística em si mesmo, e assim sabedoria e poder.
- José: Então não é como eu pensava, que bastava crer em Jesus.
- A: Infelizmente isto é um terrível engano. Aqueles que enganam de forma inocente, terão um débito cármico menor, mas os que o fazem de forma consciente, deliberada, apenas pelo poder temporal, seu débito cármico será maior, pois tudo que o homem planta, ele colhe.
- O homem precisa fazer a sua parte, usando a graça (a energia Crística) para despertar seus centros psíquicos. Temos que criar no Cristo. Criar novos corpos e nova consciência, pois não se coloca vinho novo em odres velhos, ou seja, a nova consciência não é colocada no corpo velho, daí a necessidade do renascimento ou a reconstrução dos corpos físico e psíquicos.
- José: Mas como fazer isto?
- A: O que cada vez mais pessoas sabem é que existe uma Hierarquia Sagrada dirigindo e zelando pelo planeta. Eles fundaram escolas, as chamadas Escolas Esotéricas que perpetuam e ensinam o método apropriado para cada um usar a energia Crística. Essas escolas estão filiadas à Grande Fraternidade dos Magos Brancos e recebem apoio, orientação e energia dessa. No seu meio de comunicação denominado Internet há várias dessas escolas se anunciando. Também aí há joio e trigo, mas siga seu coração ao afiliar-se a uma delas. Só pode Iniciar quem detém o nível energético para tanto.
- José: Mas o que tem as doze portas da Nova Jerusalém com esta nova consciência?
- A: Usei o termo nova consciência, porém trata-se da mais velha verdade de todas as galáxias onde a vida penetrou. No planeta Terra podemos chamá-la principalmente de vinda do Espírito Santo, de Iluminação, do ver Deus na sarça que ardia sem consumir-se, de contatar o Anjo Gabriel por Maomé, de Consciência Cósmica, de Samadhi.
- Esta nova consciência tem doze níveis. Cada porta da Nova Jerusalém representa um desses níveis. Cada porta tem uma cor simbolizada pela pedra preciosa de que é composto seu alicerce, fundamento ou coluna. Como sabes cada cor vibra numa determinada freqüência e assim cada porta delimita um determinado nível de Consciência Cósmica.
- José: A Nova Jerusalém não é uma cidade que desce do céu então?
- A: É uma cidade cósmica que deverá ser edificada em cada ser humano. A Nova Jerusalém desce do céu enfeitada como uma esposa para o marido. Embora o campo energético seja o oposto, tu és a noiva e a energia Crística o noivo, o casamento, no caso alquímico deve realizar-se, o inferior deve unir-se ao superior e serem um, como Jesus é Uno com sua fonte da vida, seu Pai.
- Quando desperta teus centros de energia com a ajuda do Cristo e de sua Hierarquia Sagrada, ao mesmo tempo eleva-se em consciência e caráter. Tens de fazer a tua parte lembra? Mas a boa notícia é de que a maior parte do caminho é feita pela Hierarquia Celestial a serviço do Cristo, daí a importância da afiliação à escola detentora da metodologia e da Egrégora ou campo de força apropriado.
- José: O Apocalipse é individual então?
- A: Sim. Embora possa haver e há momentos de cobranças coletivas de carma, mas não é nosso assunto. A edificação da Nova Jerusalém em si mesmo é tarefa individual.
- José: O que ocorre ao que edifica a Nova Jerusalém em si?
- A: Estamos no tempo do cumprimento das profecias de Jesus ou de cumprir-se João, Cap. 14, o que significa fazermos as obras alquímicas que Jesus fez (que implica em colocar o conhecimento em movimento, sabedoria e poder), sermos moradas do Pai e do Filho (daí a necessidade do despertar dos centros psíquicos e da reconstrução dos corpos físico e psíquico) e recebermos o Espírito Santo, atingirmos Consciência Cósmica ou sermos Iluminados, quando seremos lembrados de tudo o que Jesus disse e receberemos ensinamentos sobre todas as coisas, o que nada mais é do que a gnose esperada pelos místicos.
- José: Intriga-me Jesus ter dito em Mateus, Cap. 8, que éramos mortos?
- A: É exatamente isto, quem não aproveita a energia Crística para despertar seus centros de energia, edificar em si a Nova Jerusalém e adentrar à Consciência Cósmica esta morto, ou seja, não se apercebe do universo divino.
- José: E quanto aos Anjos postados em cada porta da Nova Jerusalém?
- A: Simbolizam o Iniciador e o Guardião. O Iniciador dá a Palavra para se adentrar ao nível de Consciência Cósmica atingido e o Guardião impede que os despreparados adentrem. É a parábola do casamento ou das bodas núpciais (Mateus, Cap. 22), onde o vestido nupcial são os corpos físico e psíquico regenerados com a energia Crística, devidamente direcionada através de exercícios esotéricos para esse fim.
- José: E a escada de Jacó (Gênesis, Cap. 28), também tem Anjos lá?
- A: É a Iniciação Cósmica de Jacó, dada em sonho. Os degraus da escada são as mesmas portas da Nova Jerusalém, ou seja, níveis de Consciência Cósmica ou de vinda do Espírito Santo e os Anjos, a mesma coisa, Iniciadores e Guardiões do Sagrado.
- José: Acho que consegui entender.
- A: Pois é do meu desejo que outros também entendam através de você.

Não me falou nada sobre o método, só me indicando as Escolas Esotéricas. Também não referenciou nenhuma delas. As chaves que me deu, dou a vocês, esperando que elas abram seus corações e seu entendimento quanto à verdadeira missão de Jesus, o Cristo.

Tanto em tão poucas linhas. Com certeza uma vida é pouco para edificarmos a Nova Jerusalém em nós e atingirmos a medida de homem que é a de Anjo, ou adentrarmos à Hierarquia Celestial.

Sem demora, convido-os a beberem do rio puro da água da vida, claro como cristal, que jorra de Deus e do Cristo. Decidam-se. Estudem. Pratiquem na Escola do Espírito Santo.

Não vos preocupeis com caráter, poderes psíquicos, despertar, apenas persistam, pois tudo nos é dado por acréscimo, desde que nos esforcemos consoante nosso nível de capacidade.

Verdade. Cabe a vocês decidirem. Ao final prevalecerá sempre a parábola do Semeador (Mateus, Cap. 13) e a dos Talentos (Mateus, Cap. 25). Que vossos campos sejam férteis e que seus talentos sejam trabalhados.


 Recomende este artigo
Indique para um amigo


Aguarde...






Livro - O Sol dos Rosacruzes

Todos Direitos Reservados © 2022