Carregando

Corpo Celestial


Em João, Cap. 3, Jesus explica a Nicodemos que é necessário nascermos de novo, só que do espírito, do imaterial, de uma energia com freqüência superior à da matéria, pois todo nascido do espírito é espiritual.

Estava Jesus a falar de coisas celestiais (João, 3:12), transcendentais, que estavam além do aqui e agora humano.

Paulo em I aos Coríntios, Cap. 15, 35:51, também adentra ao tema, e embora o texto caminhe na direção do dogma da ressurreição da carne, pode-se com um mínimo de boa vontade, entender as palavras ali colocadas.

Ao falar em corpos celestes, Paulo esta se referindo ao mesmo assunto enfrentado por Jesus perante Nicodemos, tanto que no vs. 51 afirma estar falando de um mistério, da mesma forma que Jesus afirma estar falando de coisas celestiais ou insólitas.

Deve haver uma transformação para que o homem do pó da terra transforme-se em espírito vivificante (vs, 45) e de terreno, transforme-se em celestial (vs. 48).

O homem tem doze centros de energia que precisam ser despertados, trazidos à atividade, pois devido ao desuso se atrofiaram.

Jesus, o Cristo, trouxe ao planeta, ou melhor, abriu os portais para que a energia restauradora pudesse penetrar no planeta, entretanto a nós homens, resta-nos o trabalho de usar a energia crística e restaurarmos nossos centros de energia, criando realmente um novo corpo, o corpo glorioso ou celestial, renascendo através do uso da energia espiritual.

No reino do divino nada se perde, e assim o crente sincero esta acumulando carma positivo quando se dedica a essa ou aquela religião ortodoxa, mas faria mais se também adentrasse a uma escola esotérica, que estaria mais apta a auxiliá-lo nessa empreitada para o despertar dos seus centros de energia e criação do corpo celestial ou glorioso.

A ressurreição é para agora, através do uso da energia crística.

Somente num templo preparado (regenerado) poderá o Pai vir fazer morada (João, 14:23), adentrar-se a um dos doze portais da Nova Jerusalém (Apocalipse, 21) e o Espírito Santo realmente se manifestar (Iluminação, Nirvana, Samadhi), ensinando todas as coisas e lembrando-nos de tudo quanto Jesus disse (João, 14:26).


 Recomende este artigo
Indique para um amigo


Aguarde...






Livro - O Sol dos Rosacruzes

Todos Direitos Reservados © 2022