Carregando

Desenvolvimento Psíquico I


O que levamos para a encarnação seguinte é o carma acumulado (negativo e positivo) e o desenvolvimento psíquico, ou seja, o quanto no entendimento e aplicação de leis cósmicas nós avançamos.

Nas parábolas do semeador, do trigo e do joio, do grão de mostarda e do fermento, do tesouro escondido, da pérola e da rede, todas no Cap. 13 de Mateus, Jesus fala do desenvolvimento psíquico e passa de passagem pelo Julgamento Final, que deverá ocorrer ao término de milhares de encarnações e muitas oportunidades de progresso.

Vamos nos ater aqui ao tema do desenvolvimento psíquico. Nas parábolas do grão de mostarda e do fermento, Jesus dá a entender de que o desenvolvimento psíquico, que passa pela ativação dos centros de energia em nosso corpo, uma vez iniciado, prossegue até o objetivo final.

A semente do grão de mostarda é a glândula píneal (epífise) que quando ativada projeta sua energia aos demais centros de energia do homem, a tudo preenchendo tal como a parábola do fermento que complementa a anterior.

Medite-se que Jesus não explicou as parábolas que acabamos de mencionar e se o fazemos agora, é por entendermos que o homem está preparado para cuidar seriamente de sua evolução psíquica.

E se um dia for abençoado com a Iluminação, Consciência Cósmica, Reino dos Céus ou Vinda do Espírito Santo, a mais excelsa das pérolas, o maior dos tesouros, esse homem então doravante irá pautar sua vida por novos princípios e ensinamentos.


 Recomende este artigo
Indique para um amigo


Aguarde...






Livro - O Sol dos Rosacruzes

Todos Direitos Reservados © 2022